Crítica - Missão: Impossível – Efeito Fallout
30.07
2018
Crítica – Missão: Impossível – Efeito Fallout

De longe é um dos melhores filmes da franquia.

Vanessa Kirby, Henry Cavill e Tom Cruise em Missão: Impossível – Efeito Fallout

Christopher McQuarrie foi muito inteligente, astuto no roteiro e na direção do filme. Cada qual tem seu tempo e carisma dentro da história, mostrando cada personagem de forma única. Tanto que os papéis femininos não levam os estigmas somente de donzelas, mas heroínas do seu tempo, que lutam pelo bem de todos, salvando vidas, defendendo a lei e a ordem, em posição de poder, no jogo de espiões e realizando negociatas. Trouxe histórias do passado para que pudéssemos perceber que tudo está interligado e não são fios soltos, um emaranhado de histórias sem conteúdo.

O filme é cheio de reviravoltas, as cenas são muito bem dirigidas e elaboradas e também de cair o queixo, pois passam em lugares lindíssimos

É incrível como 2h e 47min conseguem fazer com que você não perceba que o tempo passou. Você não consegue tirar os olhos da tela, pois é uma ação atrás da outra.

Tom Cruise se doa de corpo e alma com as cenas que realiza sem duble. Cenas baseadas em um cara durão, mas com uma pitada de emoção e não esquecendo que ele sempre está lindo depois de cada cena de ação que faz.

Ele consegue trabalhar com a missão que lhe foi confiada, com uma nova ameaça que é o Sindicato, com a tortura psicológica que Lane faz com ele e ainda com o passado que o atormenta, pois, a esposa, Michelle Monaghan, retorna, e ele tem que saber lidar também com isso.

Outra que demonstrou que foi a parceira ideal para ele, de personalidade forte, foi a agente Ilsa Faust, vivida pela atriz sueca Rebecca Ferguson.

Um dos vilões foi o ator Henry Cavill, como agente especial da CIA August Walker, enviado pelo governo, para supervisionar Ethan Hunt. Não deixou nada a desejar nas cenas de ação em relação ao filme em que atuou com Supermam. Isso sem falar no seu físico que é invejável. Um personagem interessante, que consegue ao mesmo tempo em que se mostra previsível, se tornar enigmático. E com tudo isso conseguiu um intento bastante difícil, que é brilhar ao lado de Tom Cruise.

Nota: 8.5

Assista o trailer abaixo:

 


GeekSaw • www.geeksaw.com.br
Tema por Gabriela Gomes