Resenha | Star Wars: Marcas da Guerra

0
147

“Pequenas multidões de cidadãos  se juntam, aplaudindo, assobiando. É apenas um começo. Um humilde começo, mas um começo. Que a força esteja com você!”

 

A editora Aleph emplaca mais um sucesso de livros da Saga Star Wars, agora com a nova Trilogia de Chuck Wending, Star Wars – Marcas da Guerra. A peça fundamental para unir o clássico O Retorno do Jedi a essa nova aventura que inicia agora.

marcas

Aplausos e gritos são tudo, diante da queda do monumento. O que acontece depois da destruição da segunda Estrela da Morte? Onde estão os remanescentes do império e os rebeldes? E agora, quem são os responsáveis pela nova republica que se ergue diante dos destroços. Uma nova esperança nasce e novos e antigos nomes devem escolher um lado.

Seis meses se passaram depois da batalha de Endor e Wedge Antilles, antigamente líder vermelho – e agora, bem, outra coisa qualquer, um papel sem titulo. Para ele é tudo novo, sem caças TIE, sem X-wing, sem nada afinal. Ele está em uma missão, bem, foi ideia dele convencendo o AlmiranteAckar em mandar pilotos disfarçados de contrabandistas e ladroes para encontrar rastros do império. E aqui está ele no pequeno StarHoppe próximo ao planeta Akiva.

“Apenas voe casualmente”, era sempre a frase de Han. Um estalo no comunicador e Wedge recebe saudações. Um destróier imperial, algo que realmente não faz sentido, não por aquelas bandas do planeta. Mesmo com toda sua perspicácia Wedge é surpreendido. Uma voz surge. Ríspida, sem cadência. Alguém com autoridade ou que pensa ter alguma.  É a almirante Rae Sloanne  que encara o console e ao franzir a testa solta aquela pergunta afirmativa. Torpedos de Prótons! Wedge mesmo carregado para uma boa luta ele não tem como escapar.

É bater ou correr, melhor dizendo, tentar ou virar pequenas partículas no espaço e é mais ou menos isso que vai acontecer. Wedge precisa pensar rápido. O planeta Akiva acaba se tornando um local mais agitado do que Wedge e Sloanne poderiam imaginar.

Com alguns interlúdios bem interessantes, ainda estamos próximos a Akiva e lá está a nave Mariposa com a Piloto Norra da Aliança Rebelde e Owerto com um passado conturbado e um família tanto quando. Em uma escapada genial de um enxame de caças TIE após Sloanne ver o pequeno StarHoppe de Wedge se  tornar poeira no espaço e ele simplesmente desaparecer. Um pouso inesperado em Akiva é a melhor saída. Dez mil é o preço, diz Norra abruptamente ao contrabandista. Ela esta de volta ao lar.

Exoplanetas como Akiva são ferozes demais para serem subjulgados pelos imperais, apesar de suas presenças constantes. Uma reunião lá é mais que apropriada para tentar reunir o que sobrou do império.

Enquanto isso as marés galácticas trazem Sinjir a historia, ex-agente de lealdade imperial que fugiu da Batalha de Endor. No mesmo bar, no mesmo bairro sórdido de Myrra que ele conhece de tempos atrás. Assim vem um acontecimento atrás do outro, aparentemente sem conexão, mas somente aparentemente.

Em uma transmissão difícil, o anuncio. Um novo senado galáctico. Em Chandrilla, Mon Mothma é Chanceler e enquanto ele luta pelo desarmamento se pode entender a razão da velha republica e o próprio império terem falhado.

Fora de akiva dentro do Destróier imperai de Sloanne, exatamente na sala de comunicações surgi Wedge que logo pensa ao olhar os stormtropper que ele derrubou pelo caminho: Esta é uma lição que devemos aprender. Os imperiais são como a gente. Agora Wedge precisa mandar uma mensagem, mas quem seria leal a nova republica o suficiente em Akiva, essa era sua maior preocupação. Uma pausa e Wedge é descoberto.

Uma dor excruciante segue com um buraco em seu ombro, Sloanne, sempre fria e esmagadora, sorri diante de Wedge. Acabou por hora.

O império galáctico tem a força de um leviatã, um punho blindado de carbono esmagando qualquer sistema que ouse negar sua autoridade. Um a um começa a chegar, nomes que estremecem a Orla Exterior. Nesse cenário, aparece a astuta Jas Emari, caçadora de recompensas, que pondera sobre a situação. Para ela, cada cabeça ali, seriam pagamentos significativos da nova republica. Mas algo maior esta acontecendo. O império demanda um imperador.

Jas não tem muitas escolhas, ela deveria encontrar Temmin Wexley, mas no momento outros caminhos começam a se cruzar e em uma esquina tentando se esconder, está Sinjir que tem um breve flashback, ao ver Jas. Ela é familiar.

Trovões estrangulam os céus de Myrra. Encontros de probabilidades astronômicas. Um ex agente imperial, uma caçadora de recompensas, uma piloto da Aliança Rebelde e seu filho Temmin Wexley juntos eles mudaram o curso do destino da galáxia.

Com a ajuda de Mr. Bones, o dróide psicopata de Temmin, eles precisam trabalhar juntos para salvar o Capitão Antilles das mãos de Sloanne, mas ambiciona do que nunca, capturar os líderes imperiais como o intitulado Grão-Moff Pandion, tão tenebroso quanto qualquer imperial e impedir que os últimos remanescentes do Império se unam.

Akiva agora é o centro de uma grande jogada de mestre. Muitas peças estão se movendo em cenários diferentes culminando para um único propósito.

O autor Wendig trás um livro aonde os destroços e conspirações de uma guerra, os pontos que são muito bem abordados pelo autor é a dificuldade da Nova República manter a ordem na galáxia após a queda do Império – que mantinha os crimes sob controle com seu punho rígido e opressor trazendo uma leitura mais profunda de historias destruída pela guerra, mesmo com grandes interlúdios de pessoas tentando voltar à normalidade de suas vidas antes da guerra, embora muitas tenham nascido durante o conflito que se estendeu por décadas e mostrando a atual situação de diversos planetas mais conhecidos, como Tattooine, Coruscant, Naboo, Jakku e acontecimentos envolvendo nossos heróis favoritos, Han Solo e Chewbacca partindo em uma missão para libertar um planeta do domínio imperial; um grupo misterioso conhecido como Acólitos que se acredita fabricar o sabre de luz usado por Darth Vader, entre outras de historias do passado desses novos personagens apresentados que diretamente, influenciarão nos rumos da galáxia para o surgimento da Primeira Ordem com pequenas referencias a episódios anteriores.

O livro conta com uma encadernação de brochura com gravuras bem feitas dentro do universo Star Wars entre e personagens imperfeitos, reais e dignos muito bem trabalhados que grande parte fica em “mini-episódios” espalhados pela galáxia com perseguições TIE e Speeders Bikes. Essa narrativa provocante tem a maior intenção de te inteirar não somente nos novos personagens e na nova trilogia que se inicia apenas um preâmbulo para o Episódio VII – O Despertar da Força não diretamente aos eventos finais de O Retorno de Jedi e sim focando nas marcas de uma guerra aonde o único proposito ainda não foi alcançado. Escolha seu lado e embarque mais uma vez nessa luta pela paz da galáxia

 

Autor: Chuck Wending

Ano: 2015

Número de páginas: 464

Acabamento: Brochura

Editora: Aleph

Preço: 39,90