Seth Rogen diz que não trabalhará mais com James Franco devido a alegações de assédio sexual

0
164

Seth Rogen está falando oficialmente sobre sua dinâmica com James Franco, depois que as alegações de que o ator se envolveu em comportamento sexualmente impróprio voltaram à tona. Rogen falou sobre o assunto em uma entrevista ao The Sunday Times, bem como sobre as formas como ele abordou publicamente – ou não abordou – o comportamento problemático de Franco. Os dois trabalharam juntos na tela em uma série de filmes e programas de televisão, começando com a série de TV Freaks and Geeks de 1999 e terminando com Zeroville, em 2019. Como Rogen revelou, “não é uma coincidência” que a relação profissional dele e de Franco tenha fracassado nos últimos anos, e que ele não planeja continuar trabalhando com o ator.

“Também olho para aquela entrevista em 2018, onde comento que continuaria trabalhando com James, e a verdade é que não tenho e não pretendo agora”, disse Rogen.

“Não sei se posso definir [nossa amizade] agora durante esta entrevista”,Rogen continuou. “Posso dizer que, hum, você sabe, mudou muitas coisas em nosso relacionamento e em nossa dinâmica.”

As alegações em relação a Franco começaram a surgir em 2014, quando uma garota de 17 anos alegou que Franco havia enviado uma mensagem direta para ela no Instagram na esperança de um encontro. Rogen já havia brincado sobre esse comportamento em uma aparição no Saturday Night Live naquele mesmo ano, brincando durante seu monólogo que ele tentou enganar o ator se passando por uma adolescente.

“O que posso dizer é que desprezo o abuso e o assédio e nunca encobriria ou ocultaria as ações de alguém que o pratica, ou colocaria intencionalmente alguém em uma situação em que estivesse perto de alguém assim”, disse Rogen sobre a piada. “No entanto, eu olho para trás e vejo uma piada que fiz no Saturday Night Live em 2014 e me arrependo muito de ter feito essa piada. Foi uma piada terrível, honestamente.”

Franco, então, foi alvo de acusações em 2018, com vários alunos de sua antiga escola de teatro acusando-o de fraude, assédio sexual e exploração sexual. Essas alegações já foram apresentadas como um processo, que foi encerrado em fevereiro deste ano.

Os projetos de Rogen e Franco juntos também incluíram KnockedUp, Pineapple Express, The Green Hornet, É o Fim, O Som e a Fúria, A Entrevista, Festa da Salsicha e O Artista do Desastre.