Crítica 2 – LEGO Batman – O Filme

0
259

Mais uma aventura LEGO chega as telonas do cinema brasileiro, esse novo fenômeno que já apareceu recentemente no filme Uma Aventura LEGO, está de volta!

E é de surpreender o que a Warner Bros. conseguiu realizar com um filme solo do Batman. Pode ser que o grande motivo desse filme ter se saído tão bem seria por causa dele ser um filme LEGO Batman?

Já tínhamos uma previa do que esperar desse Batman de LEGO do filme Uma Aventura LEGO, mas o personagem consegue nos encantar cada vez mais durante o filme, com suas frases de efeito e seu humor incomparável e ainda consegue tirar gargalhadas em momentos que menos esperamos.

Uma quantidade de personagens que nunca foram vistas antes, onde se você é fã de O Senhor dos Anéis, Harry Potter, Parque dos Dinossauros, por incrível que pareça, o filme consegue juntar tudo e mais um pouco sem perder o foco no personagem principal.

No filme, Batman é o maior herói de todos os tempos onde já no começo ele derrota todos seus vilões e mais uma vez salva a cidade. Mas com a chegada de uma nova comissária ele é obrigado a enfrentar seu maior medo…

Em diversas partes o filme faz uma retrospectiva com todos os Batman que já foram lançados desde o seu primórdio e sempre com muita ação e comedia que, como percebemos, é a marca registrada do LEGO Batman.

Se você é fã do Batman ‘não importa de qual geração, tanto do cinema, quanto dos quadrinhos ou até mesmo da série de TV’, vai se conectar com o filme que tem tudo para ser um sucesso e uma ótima diversão em família.

 

Nota: 8,5

 

Sinopse:

Extremamente egocêntrico, Batman leva uma vida solitária como o herói de Gotham City. Apesar disto, ele curte bastante o posto de celebridade e o fato de sempre ser chamado pela polícia quando surge algum problema – que ele, inevitavelmente, resolve. Quando o comissário Gordon se aposenta, quem assume em seu lugar é sua filha Barbara Gordon, que deseja implementar alguns métodos de eficiência de forma que a polícia não seja tão dependente do Batman. O herói, é claro, não gosta da ideia, por mais que sinta uma forte atração por Barbara. Paralelamente, o Coringa elabora um plano contra o Homem-Morcego motivado pelo fato de que ele não o reconhece como seu maior arqui-inimigo.