Resenha | Ultra Carnem (Darkside Books)

0
239

“Voltou às marcas no chão. Ainda estavam quentes, mas não bem delineadas. Parecia loucura, mas seriam cascos? Sua mente vagava depressa, esbarrando em cada história horrível que já ouvira em confissões. Talvez fosse um inimigo, um demônio”.

 

A editora Darkside Books trás em um de seus mais novos lançamentos, a escrita visceral do autor Cesar Bravo, “Ultra Carnem”. Por se tratar de um livro nacional, o leitor pode facilmente entender as referências a lugares e eventos brasileiros.

Como esperado da editora, a arte do livro é assustadoramente envolvente em suas cores preto, vermelho e toques de branco, com um acabamento refinado. O livro é dividido em quatro partes, cada uma precedida por um versículo e também pela ilustração de um carneiro separado em quatro partes, como se estivesse pronto para o abate, cada uma representando um arco do livro.

Na primeira parte do livro, somos introduzidos na história do cigano Wladimir Lester, que depois de ser expulso de sua tribo, foi deixado aos cuidados do padre Giordano que cuida de um casarão para crianças órfãs. Tentando conquistar o menino, que parece se importar apenas com um vidrinho com o que ele diz ser sua tinta especial, Giordano descobre aos poucos mais sobre o passado de Lester e seu incrível e misterioso talento para pintura. Conforme os dias passam, perigos inimagináveis chegam para colocar em cheque até mesmo a fé de Giordano.

A segunda parte se passa décadas depois, quando Nôa, um artista fracassado e fissurado pela história de Lester, encontra um manuscrito de uma parente do cigano, que promete poderes do além, capazes de desencadear o sucesso para o iludido Nôa, que só quer fama e poder. Disposto a largar tudo por dinheiro, o leitor fica absorto na busca do protagonista por Lester, sem saber o que esperar até o desfecho final.

Na terceira parte do livro, Marcos, um técnico de TI invejoso e insatisfeito com tudo ao seu redor, acaba pegando um trabalho em uma loja de artigos religiosos e coisas esquisitas no centro da cidade. Sem dinheiro para pagar o preço injusto que Marcos cobrou, a dona da loja, Sofia, lhe oferece algo que dinheiro nenhum pode comprar: um desejo a Ciganinha, uma estátua com poderes sobrenaturais que promete atender a todos os pedidos. Sem nada a perder, Marcos concorda e imediatamente vê mudança em sua vida, mas logo a cobrança de seu pedido vem muito maior do que ele pode suportar, ao mesmo tempo em que apagões e pesadelos começam a ser preenchidos com a visão explícita e com muita carnificina de um serial killer que começou a atormentá-lo com ameaças.

A parte final do livro, acompanha a vida de Lucrécia, uma garçonete que em uma noite de tédio, começa a prestar a atenção na conversa de clientes assíduos da madrugada. Escondida, Lucrécia começa a desconfiar que os homens são perigosos, mas ela não imaginava o quanto. Desiludida com as promessas de que um dia tudo ficará bem, ela decide ajudar os homens, para fugir de sua vida infeliz e sofrida.

Além dos contos que se encaixam formando um universo criado pelo autor, ao mesmo tempo em que ele nos apresenta a mitologia do Inferno e sua própria visão sobre algumas coisas que estão enraizadas que nós costumamos ouvir. Ultra Carnem é o livro perfeito para quem é apaixonado pelo terror e por uma visão nova de coisas que estamos tão acostumados a ver que não mais nos dão medo. Aos olhos de Cesar Bravo, tudo pode ser reinventado para construir seu incrível universo onde todos os contos têm o mesmo ponto em comum: por mais que o ser humano se ache inteligente e desenvolvido, não é possível enganar um ser onisciente.

129624738_2sz

Título: Ultra Carnem

Editora: Darkside Books

Idioma:  Português

Autor: Cesar Bravo

Páginas: 376