ANÁLISE| Sword art online, mortalmente irreal

0
264

Sword Art Online (ソードアート・オンライン, Sōdo Āto Onrain) é uma série de light novel japonesa escrita por Reki Kawahara e ilustrada por abec. A série  sob a marca Dengeki Bunko da ASCII Media Works desde 10 de abril de 2009. Uma adaptação em mangá com oito volumes foi publicada pela ASCII Media Works e Kadokawa. Sinopse bem feita com trilha sonora e aberturas bem interessantes.

Dado as informações básicas, vamos conhecer o enredo.  Estamos no ano de 2022 com o personagem Kazuto “Kirito” Kirigaya, um experct do mundo dos games, qual após o beta, vai participar do SAO um Virtual Reality Massively Multiplayer Online Role-Playing Game (VRMMORPG) aberto para todo o mundo.

(Skynet acaba de curtir essa postagem)

Kirito, não é aquele garoto com fã clubes e sim na verdade um tanto individualista.  Tudo se inicia quando Kayaba Akiniko criador do SAO enlouquece e deixa Kirito e muitos outros jogadores em uma situação de vida ou morte.  Então se inicia a luta entre a realidade e o virtual. Existem níveis a serem alcançados, aperfeiçoando-se a cada batalha e testando seus limites. A ficção se confunde com o que é real, o game over nunca foi tão assustador.

 

sao_kirito_boss_solo_by_golemsuzuki-d5e0ki6

Alguns episódios são um tanto dramáticos e até cômicos, mas que servem para a construção de alguns relacionamentos dentro daquela realidade, bem acentuado e maduro.  Em cada arco a imaginação é explorada ao máximo, em um cenário medieval de criaturas grotescas em um castelo gigantesco chamado Aincrad.

 

O anime tem uma porção grande de ação e drama, aonde Kirito se relaciona com uma personagem chamada Asuna entre outros jogadores.  ( shippadores de plantão, go, go!!)

A segunda temporada irá inserir personagens misteriosos e tramas envolventes com a evolução de algumas características dos personagens principais.

Exite uma mistura de muitos gêneros, como Seinen e Sci-Fi, voltado para o publico adolescente até o adultos, todos com diferentes gostos. Chegando a 40 episódios ou mais. Disponíveis das temporadas finalizadas, tem 25 episódios e 4 especiais mais um filme.

O sucesso o fez entrar para a plataforma de jogos com os títulos, Sword Art Online: Infinity Moment,  qual foi lançado para PlayStation Portable em março de 2013. O segundo jogo,  Sword Art Online: Hollow Fragment, foi lançado para PlayStation Vita em abril de 2014. A novela e três volumes do mangá foram licenciados pela Yen Press. Porém, tem no total 8 mangás de SAO , com atualmente 5 deles sendo publicados ao mesmo tempo em diversas revistas e por 5 artistas diferentes

Conclusão: Este anime tem um mistura interessante de RPG e ficção cientifica no mundo dos games. Alguns episódios têm diálogos dramáticos, romance e ação. É uma aventura com interações de enredos bem desenvolvidos, dentro da realidade que apresenta.  A animação é acima da média, a trilha sonora é excelente e os desenvolvimentos são rápidos, não deixando espaço para o tédio. Faltou apenas episódios mais cadenciados e lógicos a medida que ocorrem.

Prepare-se, não existe uma segunda chance nesse jogo.