1ª Temporada de O Mundo Sombrio de Sabrina - Confira nossas primeiras impressões da série
23.10
2018
1ª Temporada de O Mundo Sombrio de Sabrina – Confira nossas primeiras impressões da série

Desde o sucesso de Riverdale, seriado inspirado nos quadrinhos da Archie Comics já era de se esperar mais produções sobre esse universo. Em pouco tempo a Netflix anunciou a chegada de “O Mundo Sombrio de Sabrina” em seu serviço de streaming, também baseada nos quadrinhos da Archie Comics, traz o dia-a-dia de Sabrina Spellman uma jovem meio bruxa e meio mortal, a série entra no catálogo dia 26 de outubro com dez episódios, mas nós do GeekSaw tivemos a chance de conferir os 8 primeiros episódios da produção.

Nesses primeiros episódios conseguimos entender que a série possui uma pegada obscura, porém divertida, e consegue conversar muito bem com seu público alvo, trazendo um entretenimento simples e personagens cativantes. Um dos maiores trunfos da série é justamente o quão cativantes são seus personagens, nos fazendo torcer até para os que não são tão bonzinhos assim.

A trama central da série é o fato de Sabrina não saber bem qual caminho quer seguir, o da vida mortal ou seguir o caminho do mundo bruxo. Entre um episódio e outro somos mergulhados no seu universo de indecisão, conseguimos conhecer seus amigos, namorado e sua vida estudantil, mas também em contrapartida somos introduzidos ao seu universo bruxo onde ela tem que fazer sacrifícios para preservar sua família e conseguir manter seus poderes.

O tom sombrio apesar de presente não chega a amedrontar, e sim vem para ajudar-nos a entender que apesar da premissa simples, “O Mundo Sombrio de Sabrina” tem suas doses de terror, e faz jus a temática “bruxa” com cenas de possessão, feitiços, maldições e até uma escola de bruxaria. Seu tom obscuro ajuda a entender as escolhas que a personagem tem de enfrentar em sua adolescência, criando um ambiente “trevoso” sobre suas escolhas, relativizando com a dificuldade das escolhas na adolescência.

As atuações estão satisfatórias apesar de nenhuma ter de fato conseguido se destacar. Kiernan Shipka traz ao papel a “juventude” que a série retrata, entregando um mix de inocência e girl power necessário para o público se identificar com a personagem.

O roteiro empolga no começo, mas devido ao excesso de rituais e crises de escolhas, ela diminui seu ritmo empolgante e deixa seus últimos episódios arrastando ainda mais a história. A aposta num elenco mais jovem e feminino é um dos pontos positivos da trama, que se diferencia de qualquer outra série teen.

Temos certeza que todos os fãs das adaptações anteriores de Sabrina terão aquele feeling de nostalgia ao verem seus personagens favoritos em tela novamente, mas devemos adiantar que a trama em nada se assemelha ao que já vemos anteriormente, nessa versão encontramos uma Sabrina empoderada que toma suas próprias decisões e decide seu futuro sozinha, uma temática bem mais sombria e referências diretas a magia negra e um Salem bem diferente do gatinho irônico que estamos acostumados.

É um clima mais pesado, que tenta se envolver mais em sua mitologia e deixando a série antiga completamente de lado, trazendo um arco mais bem elaborado, porém, se perde no meio disso.

O Mundo Sombrio de Sabrina” entrega uma série adolescente, sombria e com uma pegada vintage e despretensiosa.

 

O Mundo Sombrio de Sabrina chega na Netflix em 26 de Outubro.

 

Para mais informações sobre a série, acesse as páginas: O Mundo Sombrio de Sabrina e Sabrina BR.

Primeiro Batman antes de Bruce Wayne. Extrovertido e sem graça. Uma mistura de piadas ruins e clichês, e um senso de humor gigante para rir delas. Editor chefe do GeekSaw. Apaixonado pela “Bigscreen” e por tudo que é novidade.


GeekSaw • www.geeksaw.com.br
Tema por Gabriela Gomes